segunda-feira, fevereiro 26, 2007


Cubro-me com ardósia

3 comentários:

Anónimo disse...

E "calhando" não preciso de impermeabilização.
A.A.

Antonio disse...

Retrato da nossa pobreza.Entre os intervalos das placas se escapa o fumo e entra o vento. O vento do " nosso " desconforto.

a.quelhas disse...

Vento que assobia nas noites de inverno. Pura verdade!